terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Comunicado

Boa noite pessoal, como já pode se perceber eu não tenho postado. Não por problemas, mas uma boa questão particular. Então venho comunicar aos que acompanham o blog que estou o desativando por um tempo.
Certamente voltarei a atividade ainda este ano, se Deus quiser, talvez no próximo semestre.

Forte abraço e até breve!

sábado, 31 de dezembro de 2011

2012

Passando pra desejar um Feliz 2012 pra todos que acompanham o blog! E juro solenemente que volto a fazer as postagens a partir de segunda.


Abraços e um 2012 abençoado por Deus, cheio de saúde, paz e felicidade para todos nós!!! 

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Quase de férias...

Fala gurizada noturna!


Se tudo der certo no mais tardar semana que vem tô de férias! Então volto com tudo pra terminar o livro da minha vampirinha Agatha e volto com mais contos por aqui!


Daqui pra sexta posto a continuação de a Última Viagem!!!


Abraços e até lá!

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Última Viagem


Última 
viagem 
  
Tarde de 21 de novembro de 2011...

   Allan e sua namorada Katherine, colocavam suas últimas bagagens na caçamba da Ford Ranger prateada. Levavam apenas o necessário para alguns dias de viagem sem destino certo.
   Já chegava a noite na cidade de Porto Alegre - RS quando Allan e Kate, como ele a chamava carinhosamente, adentraram na pick-up. Pouco mais de um quilometro a frente, Allan encostou em um posto calibrou os pneus e completou o tanque de gasolina. Por volta das sete e trinta já estavam bem distante da cidade seguindo pela ainda movimentada BR-290.
   Com o rádio ligado baixinho eles se mantinham em silêncio, Allan mantinha o olhar fixo na estrada e Kate apreciava a paisagem tirando algumas fotografias no caminho. Subitamente o rádio começou a falhar, Kate mudou de estação várias vezes, mas não obtinha sinal. Alguns minutos depois estranhamente voltou a funcionar. Allan e Kate se entreolharam e sorriram.
– É só o começo da viagem. – Disse Allan voltando os olhos para a estrada. Poucos segundos depois as ondas recebidas pelo rádio foram invadidas novamente por um chiado absurdo. Uma voz podia ser ouvida, mas estava chiando muito para que alguém fosse capaz de entendê-la.
   Kate avistou uma luz estranha no céu e logo desceu o vidro da Ranger e pôs a máquina fotográfica no modo filmagem. Ela não chamou a atenção de Allan apenas filmou por alguns segundos aquele estranho objeto que se perdeu entre as nuvens enegrecidas que se aproximavam da BR. Kate parou a gravação e recolheu a câmera de volta para dentro da pick-up. Nesse momento as gotas de chuva começaram a desabar do céu sulista. Allan acendeu os faróis de neblina da pick-up e continuou a dirigir sem prestar atenção no que fazia sua namorada. Kate obteve uma boa imagem daquela estranha luz que passeava no céu.
– Isso não... existe. – Disse Kate.
 – O que? – Indagou seu namorado. Kate se manteve em silêncio.
– Parece um charuto, um prato. Sei lá! - Disse pensando alto.
– De que você está falando amor? – Insistiu o namorado.
- Dessa coisa que eu gravei lá atrás.
- Depois eu quero ver...
   

    V

sábado, 22 de outubro de 2011

Na rede Contos de Horror Vol.II



Na rede o e-book Contos de Horror Vol. II

Links:

E ao lado direito do blog! Só clicar na imagem Contos de Horror Vol.II e será direcionado ao 4Shared.

Novamente agradeço a participação dos autores: Adriano Siqueira, Léo Gomes, Ravi Martins, Rodrigo Losina, D. Silva, René Cambraia, Matheus Quadros e Lee Rodrigues.

Abraços e boa madrugada.

sábado, 15 de outubro de 2011

Data para o E-book Contos de Horror Vol. II

Boa madruga pessoal,


Passando pra avisar que no próximo domingo, dia: 23/10/2011, posto o link para download da segunda edição do e-book Contos de Horror. Com a participação dos autores Adriano Siqueira, Leo Gomes, Ravi Martins, Rodrigo Losina, D. Silva, René Cambraia, Matheus Quadros e Lee Rodrigues.


Até lá!

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Os Filhos da Noite


OS FILHOS DA NOITE

   Há exatos dez anos atrás nasciam dois filhos da noite. Hoje obviamente ambos têm dez anos de idade e já se deliciam com os prazeres da vida noturna que herdaram de seus falecidos pais.

   Quando o sol se põe e a noite desperta, Lorena e Laurent deixam seu lar macabro e passam a vaguear lado a lado pelas ruas escuras, desertas e muitas vezes frias de Porto Alegre - RS. O casal nefasto já virou lenda na boca de muitos cidadãos sulistas. Principalmente aqueles que têm filhos mais novos contam que um casal de irmãos todas as noites, principalmente nas mais geladas e sombrias, andam a procura de sangue fresco para saciar o desejo de sua espécie.

   Os pequenos vampiros caminhavam de mãos dadas, solitários por uma rua de terra batida, a cada passo a poeira levantava calmamente, ao longe também de mãos dadas um casal de namorados caminhava na direção contrária aos irmãos. Há cerca de vinte metros de distância um leve arrepio tomou conta do casal de namorados. O clima subitamente mudou de um minuto para o outro. Um aglomerado de nuvens negras juntou-se e deu vida a uma leve garoa. Os passos se apressaram e a distancia apressadamente diminuía. Em silêncio os irmãos se olharam e assentiram positivamente.

   O sorriso maléfico surgiu nos rostos das duas crianças. A poucos metros o casal também se entreolhou, quando voltaram seus olhos para o horizonte nada mais havia a sua frente.

- Mais o que aconte... ceu com os guris que vinham ali? Indagou o rapaz.
- Estamos aqui. Disse Laurent logo atrás do casal. Num golpe os dois foram ao chão. E os pequenos vampiros definharam a vida do casal para todo sempre.


Feliz Dia das Crianças...  a